Bolsonaro agradece por apoio de Arthur Lira e afirma: ‘O sr. Barroso não vai ganhar na canetada’

Lira

Em entrevista a uma rádio do Rio Grande do Norte, Bolsonaro comentou sobre a questão do impresso auditável, que está em tramitação na Câmara dos Deputados.

O Chefe do Poder Executivo afirmou que a polêmica vem sendo causada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso – também atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral. No ensejo, o mandatário afirmou:

“Quem está ocasionando esse tumulto todo é o ministro Barroso, do STF, que é o presidente do TSE. Ninguém consegue entender por que ele não quer o voto impresso, ao lado da urna eletrônica”. O presidente acrescentou: “E também, né, ele ajudou a tirar o Lula da cadeia, tornou-o elegível, e todo mundo desconfia que é para elegê-lo dentro da sala escura lá no TSE. Não podemos admitir isso”.

Jair repercutiu a declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, que por sua vez, afirmou que é de responsabilidade do Parlamento legislar, e não da Justiça Eleitoral.

“Agora temos o apoio do Arthur Lira deixando bem claro: o que o Parlamento decidir será executado”. O presidente apontou os fortes indícios de que houve interferência em eleições, em especial em São Paulo, e disse: “queremos evitar dúvidas por ocasião das eleições do ano que vem. O sr. Barroso, obviamente é pessoal a questão dele comigo, e ele não vai ganhar na canetada. Não estamos brigando aqui para ver quem é mais homem, é para ter certeza de que, quem o povo votou, o voto vai para aquela pessoa”.