Bia Kicis reage a campanha do TSE de Barroso: ‘O ministro está gastando dinheiro do contribuinte para fazer campanha contra o voto impresso. Isso é um absurdo!’

Bia e Barroso

A deputada federal Bia Kicis retrucou uma campanha do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em que o ministro Luís Roberto Barroso defende a segurança das urnas eletrônicas para tentar barra a implementação do voto impresso auditável.

A parlamentar recordou que realizou um convite à Barroso para conversarem acerca da proposta do voto impresso auditável, todavia, ele recusou, alegando que o caso está no Parlamento.

As críticas do TSE contra o voto impresso subiram de tom após a instalação da Comissão da Câmara para dar prosseguimento à PEC de Bia Kicis.

“Se ele não tem que cuidar disso, se o TSE é um órgão que executa a eleição, (…) ele não tem que pagar 3 milhões para fazer campanha contra uma PEC que está sendo analisada no Congresso. Isso é um desrespeito ao Parlamento”, disse ela.

“Ali é o palco do debate. Estamos construindo uma emenda à Constituição Federal, e o ministro está gastando dinheiro do contribuinte para fazer campanha contra. Isso é um absurdo!”, declarou a parlamentar.

Bia também assestou que quem cria as leis é o Congresso, e é incabível ao Poder Judiciário se opor aos trabalhos do parlamento.

Por fim, Kicis ainda comentou sobre a ação de um grupo de advogados que solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que declara o presidente Jair Bolsonaro incapaz. A congressista disse que ação é inexistente, no entanto, a esquerda vem enxergando que pode criar a Constituição. A deputada ainda declarou que possui vergonha, como deputada por ações como estas.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI
Relacionados:  Indignado com as Igrejas fechadas, Padre chama esquerdistas de "Vagabundos" e pede que população reaja