Em Alagoas, Bolsonaro chama Renan de vagabundo e picareta sob aplausos da multidão

Renan Bolsonaro

Após os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) trocarem ofensas durante sessão da CPI da Covid na quarta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro foi até Alagoas e atacou Calheiros nesta quinta (13). Bolsonaro chamou Renan de “picareta” e de “vagabundo”.

“Sempre tem algum picareta, vagabundo, querendo atrapalhar o trabalho daqueles que produzem. Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem no nosso país”, declarou Bolsonaro. “Se esse indivíduo quer fazer um show tentando me derrubar, não o fará. Somente Deus me tira daquela cadeira (presidencial).”

O presidente também atacou as investigações sobre a gestão do governo federal no combate à pandemia., dizendo que o que “vem acontecendo na CPI é crime”.

Bolsonaro está em Alagoas para comparecer a três compromissos. Dois deles são de inaugurações de obras que já estão em andamento — uma delas pertence ao governo do Estado. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o senador Fernando Collor (Pros-AL) acompanham o presidente.

Ao chegar em Maceió, Bolsonaro publicou no Twitter um vídeo no qual é recebido por uma multidão de apoiadores.