‘Para perder de Bolsonaro, a gente tem que errar muito’, diz governador comunista do Maranhão

Dino

Colocado pelo partido Comunista como nome para 2022, o governador do Maranhão, Flávio Dino, evita se apresentar publicamente como pré-candidato para não dificultar o debate com o centro. Ele criticou a decisão do petista Fernando Haddad de anunciar que passaria a viajar o país.

O comunista também afirmou que a esquerda tem grande chance de derrubar Bolsonaro porque ele faz um “governo muito frágil”

“Se a popularidade se depreciar mais, essa força atrativa diminui. Ele é um candidato forte, sólido, mas acho que perde a eleição. Para perder dele, a gente tem que errar muito. É um candidato que pode ir ao segundo turno, mas perde no segundo turno porque faz um governo muito frágil.” disse.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI