Segunda-feira, Maia perde a mansão, mordomias e voos da FAB; terá que andar em meio ao povo

Maia

Segunda-feira, Rodrigo Maia, enfim, deixa o comando da Câmara de Deputados. O Parlamentar aliado à ideologia de esquerda, não poderá mais comandar a oposição contra o governo Bolsonaro.

Sem a presidência da Câmara, Maia perde direito a suntuosa mansão em Brasília, dezenas de assessores e o mais importante, os voos particulares em aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira). Maia terá que andar em meio ao povo em aviões de carreira. Terá que, na linguagem comum de Brasília, sentir o bafo do povo.

O cenário parece favorável ao candidato mais alinhado com o governo, Arthur Lira, porém, Rodrigo Maia garante que elegerá seu sucessor, Baleia Rossi, do MDB.

 

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI