Em recuperação impressionante, Brasil terá safra recorde em 2020

Bolsonaro agro

O Brasil continua surpreendendo. Mesmo com os males causados à economia pelas quarentenas impostas por governadores e prefeitos em suas tentativas de frear o avanço do Coronavírus, o país continua demonstrando sinais impressionantes de recuperação.

A safra agrícola de 2020 bateu recorde com 254,1 milhões de toneladas, aumento de 5,2% em relação ao total de 2019 (241,5 milhões de toneladas). O número é IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), destaca o portal R7.

Em relação à previsão anterior, houve aumento de 2 milhões de toneladas (0,8%). O arroz, o milho e a soja somaram 92,7% da produção e 87,1% da área colhida. Frente a 2019, houve altas de 7,1% para a soja, de 7,7% para o arroz e 2,7% para o milho.

Conforme o levantamento do IBGE, para a soja, a estimativa de produção foi de 121,5 milhões de toneladas; para o milho, de 103,2 milhões de toneladas (26,6 milhões na 1ª safra e 76,6 milhões na 2ª safra); para o arroz, de 11 milhões de toneladas e, para o algodão, de 7,1 milhões de toneladas.

2021

Já para este ano, o terceiro prognóstico mostra que a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve somar um recorde de 260,5 milhões de toneladas, com alta de 2,5% em relação a 2020 (6,4 milhões de toneladas).

O aumento deve-se, principalmente, à maior produção de soja (6,8% ou 8,2 milhões de toneladas). As principais altas em área são: soja (1,8%), o milho 1ª safra (1,9%) e milho 2ª safra (2,4%), com recuou no algodão herbáceo (-9,1%).

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI