Rodrigo Maia culpa Bolsonaro por saída da Ford do país: “Falta de credibilidade”

Maia

Rodrigo Maia disse que o fechamento das fábricas de automóveis da Ford no Brasil seria, na sua visão, uma demonstração da “falta de credibilidade” do governo federal. Ele também considera que o anúncio da montadora evidencia a ausência de regras claras, de segurança jurídica e de um sistema tributário racional.

Maia não levou em conta que a Ford, em mudança de posicionamento comercial, irá parar de produzir carros de passeio, as 3 unidades da empresa no país tinham essa finalidade.

Defensor da proposta de reforma tributária de autoria do candidato apoiado por ele para a sucessão no comando da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), Maia apontou que o sistema tributário teria se tornado um “manicômio” nos últimos anos, com impacto direto sobre a produtividade das empresas.

“Espero que essa decisão da Ford alerte o governo e o Parlamento para que possamos avançar na modernização do Estado e na garantia da segurança jurídica para o capital privado no Brasil”, disse Maia, que vive seus últimos momentos como presidente da Câmara dos Deputados.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI