Flávio Bolsonaro leva Renan Calheiros ao Conselho de Ética por ‘abusos’ na CPI

O filho mais velho do presidente da República, Flávio Bolsonaro, resolveu ingressar com uma ação no Conselho de Ética contra o senador Renan Calheiros – relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Flávio acusa Renan de abusar das prerrogativas constitucionais da condução da CPI.

O primogênito de Jair alega que o emedebista tem adotado uma postura “desarrazoada” na comissão, e que está “infligindo temor e constrangimento” às testemunhas.

Há pouco tempo, Flavio chegou a declarar que Calheiros possui “um bunker” secreto para investigá-lo. De acordo com ele, a “perseguição” teria tido como motivo a insatisfação com a derrota para Davi Alcolumbre na disputa pela Presidência do Senado, no ano de 2019.

“Circula nos corredores do Senado que o objetivo do Renan Calheiros é ‘pegar’ o senador Flávio Bolsonaro. Já digo para ele que ele não faz meu tipo, sou casado. O que chega para a gente é que ele tem um bunker em sua casa, com a minha foto na parede. Pessoas no meu entorno, que ele busca a todo tempo, acreditando que tem algum envolvimento comigo, pessoal, de amizade, e tenta quebrar sigilo, levar na CPI. O tempo vai mostrar como a CPI está fazendo mal ao Brasil”, afirmou ele.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI