Senadora afirma que CPI já possui elementos para o impeachment do presidente Jair Bolsonaro

A senadora Simone Tabet (MDB – MS), embora não seja integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, vem participando das reuniões do colegiado.

Na avaliação da parlamentar, a comissão já possui elementos suficientes para tornar possível a abertura de um processo de impeachment contra o Chefe do Poder Executivo nacional, por consequência de sua atuação na crise sanitária. E, ainda de acordo com ela, apesar de serem necessários 342 votos para que o impedimento seja aprovado na Câmara, este número pode ser alcançado nas próximas semanas, conforme o trabalho da CPI vá se aprofundando.

Leia mais:  Bolsonaro: Renan Calheiros não tem “culhão” para ir para o meio do povo

Em entrevista ao  Estadão, ela declarou:

“É preciso aguardar o término desse período normal da CPI, que termina em trinta dias. Nós teremos, a partir daí, provavelmente, novos elementos que possam reforçar a perda da base parlamentar do presidente da República”, disse a senadora.

“Agora, quem prevaricou? A pergunta que se faz é: quem é que vai assumir essa responsabilidade em nome do presidente da República?”, questiona ela. No entendimento de Tebet, a CPI da Covid “já deu resultado” ao pressionar o governo para mudar de atitude na condução da pandemia. “A CPI, se acabasse hoje, já teria dado resultado. Já seria considerada a CPI mais importante, com mais resultados, da história das CPIs do Congresso Nacional”, afirmou.

Leia mais:  “Estou totalmente livre para ser presidente”, diz Lula
Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI