Bolsonaro perde a paciência e confronta senadores Omar, Renan e Randolfe: ‘Um Imbecil, um hipócrita e um analfabeto’

Bolsonaro

Bolsonaro, durante live através de sua página oficial no Facebook, respondeu ao comando da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia.

O presidente comentava sobre os ataques que vem recebendo por parte da oposição a cada vez que tenta abaixar o valor dos combustíveis, quebrando monopólios, e desafiou: “eu agora sou corrupto sem ter gasto um centavo com vacina. Zero”.

O Chefe de Estado assestou: “Eu não vou entrar em detalhes sobre essa CPI do Renan Calheiros e Omar Aziz, que dispensam comentários. Eu não vou responder nada pra esse tipo de gente. Eles não estão preocupados em descobrir a verdade, mas em desgastar o governo. O Renan Calheiros, por exemplo, é aliadíssimo de Lula, ele quer o Lula de volta”.

Bolsonaro lembrou que senadores da CPI fizeram um “ato” exigindo que ele respondesse a seus questionamentos, e afirmou: “Sabem qual é a resposta? Cagu*. Cagu* para a CPI. Vieram trazer um documento aqui, não vou responder nada”. O presidente questionou: “O que a CPI fez de bem para o Brasil? No que essa CPI contribuiu para reduzir o número de mortes? Por que não convocaram o Carlos Gabas, administrador do Consórcio Nordeste? Simplesmente, sumiu com 50 milhões de reais e não teve um respirador sequer. Essa CPI não quer colaborar com nada, apenas criar um caos”, afirmou.

“Eles mexem na Bolsa. De vez em quando, tem uma reverberação. Faz aumentar o preço do petróleo, o dólar. Não tenho paciência para ficar ouvindo patifes que ficam acusando o governo. É uma CPI de picaretas, são sete picaretas”, disse.

O Chefe do executivo afirmou que os números apontados pelos senadores que apontam para uma suposta corrupção no governo são absurdos.

“Só um imbecil como Renan Calheiros, um hipócrita como Omar Aziz e um analfabeto como Randolfe Rodrigues levam essa narrativa para a frente”.