Comandantes das Forças Armadas emitem dura nota contra Presidente da CPI e alertam “Não aceitaremos qualquer ataque leviano”

O Ministério da Defesa divulgou na noite desta quarta-feira (7) uma nota de repúdio às declarações de Omar Aziz, o presidente da CPI da Covid.

Hoje mais cedo, como publicamos, o senador do PSD do Amazonas afirmou que as Forças Armadas deviam estar “muito envergonhadas” com o envolvimento de militares “do lado podre das Forças em falcatruas do governo”.

No comunicado, assinada pelo ministro Walter Braga Netto e pelos comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica, a Defesa acusa Aziz de “desrespeitar as Forças Armadas” e “generalizar esquemas de corrupção”.

“Essa narrativa, afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e sobretudo irresponsável.”

O texto afirma ainda que os militares se pautam pela “fiel observância da lei” e estão comprometidos, desde o início da pandemia da Covid, em “preservar e salvar vidas”.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI