Na Assembleia de Deus, Bolsonaro faz anúncio sobre indicação ao STF : “Indicarei um irmão nosso, evangélico. Um irmão nosso, em Cristo!”

Bolsonaro

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), esteve presente na comemoração dos 110 anos da Assembleia de Deus no Brasil, em Belém, no Pará.

O Chefe do Poder Executivo, que é evangélico e temente a Deus, relembrou sua trajetória até a campanha e sua eleição, comentou momentos em que a palavra de Deus o guiou. O presidente lembrou que começou a ficar conhecido após, juntamente com outros cristãos, denunciar ações da esquerda. Bolsonaro também lembrou que criou seu slogan de campanha durante uma reunião com cristãos, com o pastor Silas Malafaia, e que uma senhora chamou sua atenção para o versículo João 8:32, que assumiu como mote.

Bolsonaro então afirmou:

“Agradeço a Deus pela minha segunda vida. Quando um militante tentou me ass**** em Juiz de Fora, fui salvo por um milagre. Por Ele e pelas orações de vocês. Agradeço a ele pela minha missão. O Brasil sempre esteve sedento de verdade. Hoje, temos um governo que não só fala, mas pratica a verdade. Estamos completando dois anos e meio sem um ato sequer de corrupção no Governo Federal. Isso não é virtude. É obrigação. Tanto fizeram para me tirar o mandato, mas quem me colocou lá foi Ele. Eu só saio de lá se Ele quiser. Não adianta fazer CPI se o objetivo da mesma não é investigar quem recebeu recursos, mas quem enviou recursos”.

O Presidente prosseguiu:

“Vivemos um momento difícil. Muitas pessoas perderam a vida. Temos de enfrentar a realidade. Meu governo não destruiu empregos, não humilhou a população. Sempre defendi a vida. Temos um país maravilhoso. Ninguém tem o que nós temos. Tenho colaborado para ajudar a mudar certas classes que dominam o Brasil. Nunca devemos perder a humildade, a crença e a fé. Acredito em Deus acima de tudo, mas tenho em vocês, povo do Brasil, o norte que devo seguir. O que for vontade de vocês, eu e meu governo seguiremos. Meu objetivo é deixar um país muito melhor do que o que recebi em janeiro de 2019”.

Bolsonaro fez um compromisso de indicar um Ministro Cristão e Evangélico ao STF:

“Há quatro anos, fiz um compromisso com os evangélicos do Brasil. Indicarei um irmão nosso, evangélico, para que o Senado aceite o seu nome e encaminhe para o Supremo Tribunal Federal. Um irmão nosso, em Cristo”.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI