Prefeito de Belo Horizonte ameaça: Bolsonaro será multado se fizer motociata na cidade

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), declarou que multará Jair Bolsonaro (sem partido) caso o presidente faça um passeio de moto em Belo Horizonte sem usar máscara. A declaração foi dada em entrevista ao portal UOL, nesta segunda-feira (14).

Segundo o gestor, em caso de visita à prefeitura, o mesmo será “muito bem recebido”, em respeito à hierarquia democrática. Mas, se houver realização da motociata, como a ocorrida em São Paulo nesse sábado (12), sem uso do equipamento de proteção contra a Covid, a multa será inevitável.

“Vou multá-lo devido à máscara. O comício não posso evitar, se não vira guerra campal. Mas falar que estará atrapalhando o serviço dos outros, eu posso falar. Para disseminar negacionismo em uma cidade que se cuidou tanto. Se ele fizer isso, vai perder muito voto aqui. Se não vier, é um grande favor que estará prestando ao povo de BH”, afirmou Kalil.

O prefeito relembrou que o uso de máscara é obrigatório na capital. “Não vou permitir a retirada. Eu recebi uma ordem do STF (Supremo Tribunal Federal) que quem cuida da cidade é o prefeito”, disse.

Kalil também comentou a fala de Bolsonaro sobre a desobrigação de uso do item para pessoas que já se vacinaram ou que já tiveram Covid.

“Eu não vejo qual é a vantagem. Para quê falar isso agora? Qual é a utilidade? Ao menos que tenhamos um estudo comprovando que a máscara não tem utilidade, o que não temos”, afirmou.