‘Toda raiva contra mim deveria se centrar em Bolsonaro’, diz Karol Conká

Participante com maior rejeição da história do Big Brother Brasil, Karol Conká ainda busca retomar a sua carreira e por um fim em seu cancelamento. No entanto, ela acredita que toda a raiva a qual foi vítima durante o programa deveria ser direcionada a cobrar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por conta de suas atitudes na pandemia de Covid-19.

“Isso merece o gasto de energia para ir às redes ou às ruas e protestar. Nossa raiva tinha que ser canalizada para isso. Então, estou de mão dada aí com todo mundo que é fora morte, fora Bolsonaro. Estou na torcida para que o milagre aconteça”, afirmou a rapper, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

No bate-papo, Karol ainda abriu o coração sobre seu cancelamento no BBB21. A cantora, que deixou o reality show com a maior taxa de rejeição da história do programa (99,17%), afirmou que faltou apoio da comunidade negra após sua saída e disse que chegou, até mesmo, a ser chamada de racista por brigar com outro participante negro.

 

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI
Relacionados:  Pesquisa diz que Forças Armadas são a instituição que a população mais confia