Guedes defende venda de estatais para aumentar auxílio emergencial

Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu vender estatais, verdadeiros elefantes brancos que geram prejuízo, e ativos imobiliários da União para aumentar o valor de benefícios sociais, como Bolsa Família ou o Renda Brasil, que seria a aterrissagem do auxílio emergencial. Os senadores cobraram a elevação das assistências sociais e Guedes rebateu: “Se aumentar sem fontes, traz de novo a hiperinflação de dois dígitos, com juros altos, e o resultado final é desemprego em massa, e o imposto mais cruel para o pobre, que é a inflação”, disse.

Em seguida, Guedes ressaltou que o atual governo descobriu que a forma mais fácil de aquecer a economia é dar dinheiro direto aos pobres. “No entanto, os governos anteriores preferiram manter R$ 1 trilhão em ativos imobiliários e em estatais. O Estado aparelhou a máquina para as corporações, sindicatos e grupos políticos que se elegem, em vez de dar dinheiro direto para o pobre. Agora temos que ir buscar esse dinheiro. Estatais dependentes estão dando prejuízo há décadas, em vez de aumentar o Bolsa Família”, afirmou.

 

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI