Bolsonaro é “uma vergonha mundial”, diz Doria

Doria

O governador tucano de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta 6ª feira declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro. Para o tucano, Bolsonaro “é uma vergonha mundial”.

O presidente criticou as medidas de isolamento social adotadas nos Estados para combater o coronavírus. “Chega de frescura, de mimimi, vão ficar chorando até quando? Temos que enfrentar os problemas”, disse.

“O presidente viaja, promove aglomerações, anda de jet ski, assa leitõezinhos em casa, exalta ‘chega de mimimi’, ‘parem de frescura’, ‘vão chorar até quando?’, ‘quer vacina, vai pedir pra sua mãe’. Triste, muito triste o país que tem um presidente da República que diante de uma pandemia desta ordem, mais de 260 mil brasileiros mortos, se comporta dessa maneira”, disse o governador, em entrevista a jornalistas no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

“Nosso país virou uma ameaça sanitária ao mundo. Brasil hoje é o epicentro da pandemia (…) Que presidente é esse que nós elegemos para o Brasil? Que tristeza, uma vergonha mundial”, completou.

O governador também criticou o modo como o Ministério da Saúde, comandado pelo general Eduardo Pazuello, tem feito a distribuição de vacinas no país.

“Que ministério é esse que não consegue planejar, orientar e sequer fazer logística de vacinas? Do pouco que tem, ainda faz errado”, declarou.