Bolsonaro: “Até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso”

Bolsonaro

Durante inauguração um trecho da ferrovia Norte-Sul, em São Simão (GO), o presidente Jair Bolsonaro lamentou as mortes provocadas pelo novo vírus. Porém, ao elogiar os produtores rurais, o presidente voltou a questionar as medidas restritivas que vem sendo impostas por governadores e prefeitos.

“Vocês (agricultores) não ficaram em casa, não se acovardaram. Nós temos que enfrentar nossos problemas. Chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos que enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbidades. Mas onde vai parar o Brasil se só pararmos?” — afirmou Bolsonaro. “Até quando vão ficar dentro de casa, até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso. Lamentamos as mortes, repito, mas tem que ter uma solução. Tudo tem que ter um responsável”, afirmou.

Logo em seguida, o presidente sugeriu que os governadores e prefeitos conversem com a população e repensem sobre a adoção de medidas restritivas como forma de conter o avanço da pandemia.

“A grande maioria tem que trabalhar. Quando se fala essa em ‘essa atividade é essencial, aquela não’. Atividade essencial é toda aquela necessária para o chefe de família levar o pão para dentro de casa” — declarou Bolsonaro.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI