Deputado do PSOL defende a criação da ‘CPI do leite condensado’

Freixo

Após a divulgação de que seria uma planilha dos gastos do governo federal com alimentos e bebidas em 2020, o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), quer a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os valores. Ele apresentou o pedido de criação da comissão nesta quarta-feira (27), com o objetivo de saber “se houve gasto desnecessário ou mesmo corrupção”.

A planilha aponta que o governo federal gastou R$ 1,8 bilhão na compra de mantimentos no ano passado, o que representaria um aumento de 20% na comparação com 2019. Além disso, o veículo citou os produtos mais adquiridos. Foram R$ 15,6 milhões gastos em leite condensado.

Bolsonaro já desmentiu as acusações de que tais gastos seriam para o Palácio do Alvorada, onde reside com a família.

Os gastos englobam os refeitórios que abastecem 370.000 militares e mais gastos de Universidades, programas sociais e autarquias.

Ao decidir pedir a CPI, Freixo apontou que é preciso averiguar os detalhes de cada item adquirido pelo governo.

“Especialmente em um ano em que o governo se omitiu quanto a diversos gastos necessários ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, é preciso investigar essas compras e essas prioridades do governo e se houve gasto desnecessário ou mesmo corrupção […] É preciso entender para onde foi cada um desses itens, o porquê da compra acima do preço de mercado, se as licitações foram idôneas, quais são as empresas beneficiadas”, declarou Freixo.